Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Real Life

É verdade, acontece, centenas de vezes, pensar mais nos outros do que em mim.

E não me importo, uma vez que faço o que sinto que seja o correto. Faço o que tenho que fazer.

Mas, por vezes, só gostava de ter algum reconhecimento, ter alguém que fizesse isso por mim.

Acho que o que temos de mais valioso é a arte de "dar e receber".

"Dar e receber devia ser a nossa forma de viver"!

Muitas das vezes, as pessoas são egoístas e não conseguem compreender que podiam fazer algo pelos os outros. Não entendem que não há nada mais raro e bonito do que ser alguém que ajuda, alguém que protege.

Não percebem que fazer algo para ajudar, fazer algo pelos outros pode ser um dos propósito da vida.

Que nos faz sentir bem e preenchidos.

Mais próximos e menos solitários.

Sendo fieis aquilo que somos!

Eu falo por mim, eu tento ser assim com os que me são próximos, mas não ver reciprocidade, ás vezes, é difícil. E ainda acabo por me sentir mal, por pensar assim. Uma vez que não faço o que faço para ter algo em troca. 

Faço porque tenho que fazer! Faço porque é o que sinto que tenho que fazer!

E não me arrependo, pois se desaparecesse hoje, não me arrependia de nada do que fiz e faço, apenas me arrependeria do que deixei por fazer.

Só quero e peço que exista, no mundo, mais compreensão e Empatia(importantíssimo).  

"Dar e receber devia ser a nossa forma de viver"!

Como podemos andar todos aqui a correr atrás do tempo?

Não devíamos viver no momento? Não deveríamos na andar a frente do tempo?

Porquê de tudo isto?

Para encontrar baú cheio de ouro? Para nos sentirmos alguém? Para nos sentirmos importantes?

Será que a vida é só isto, andar atrás do tempo, atrás do nosso reconhecimento?

O que ganhamos com tudo isto? Será que podemos chamar a isto, viver?

Ou isto tudo é apenas algo que tem que ser e não podemos controlar?

Tantas perguntas e poucas respostas.

Aqui falo por mim, não sei será este o propósito de estarmos vivos, de estarmos cá. Sei que estamos todos a procura de algo que nos faça sentir importantes, que nos faça sentir alguém. Por isso corremos atrás do tempo, mas quando o damos pelo o tempo ele já passou e não nada mais a fazer. 

Já perdemos a oportunidade, já não está lá o baú de ouro ao fim do arco-íris, aliás muitas vezes nunca teve.

Não sei como é com vocês, mas eu cada vez quero correr menos atrás do tempo e quero aproveitar o meu tempo aqui ao máximo. 

Eu quero é viver!

 

É uma constante espera esta vida.

Tanto para fazer e nada para aproveitar.

Não consigo perceber o porque de tanta espera.

A vida é para ser vivida não esperada.

Quem espera desespera e nada mais aguarda.

Cada um sabe de si e eu sei que estou farto esperar tanto, de esperar por tudo. 

Tanta espera para que?

Chego ao fim e não encontro o que quero. Não encontro o baú ao fim do arco-íris.

Apenas encontro uma única coisa...Mais espera.

Não! Não pode ser! A vida não é só isto, isto consome e eu não quero ser consumido.

Não quero esperar!

Quero Viver!

E é isso que vou fazer!

O objectivo da criação deste blog é poder comunicar com esperança que alguém me "oiça", que alguém leia o que eu tenho para dizer.

Na minha cabeça há tantas dúvidas, tantas incertezas que não sei o que fazer.

É um pequeno desabafo que me aqui apresento e por aqui vou debitar e questionar as dúvidas e questões que enfrento.

Acredito que será uma ajuda para mim com certeza.

Se conseguir ser uma ajuda para quem me lê, será como uma bênção.

Caminhar juntos nesta jornada de "limpeza". 

Estou a tentar compreender o que ando aqui a fazer ...

Qual o propósito disto tudo? 

Tanta coisa na minha cabeça...

Nos últimos tempos, tenho estado profundamente refletivo. Tentando encontrar um propósito para aquilo que significa a minha vida. É difícil perceber se tudo o que se apresenta perante mim tem, realmente, algum significado. 

Cada dia que passa tenho mais incertezas sobre o meu propósito, sobre o que faço aqui...

Será por tudo isto, todo este vazio que sinto?

A minha reflexão levou-me a um ponto de rotura. Encontro-me saturado de tudo isto, deste tipo de vida sem propósito nenhum, sem nenhum tipo de significado, sinto que preciso de algo mais para me sentir realizado, algo mais para ser eu.

Todos os dias, a mesma coisa, uma e outra vez, sempre a repetição da mesma rotina.

É trabalho-casa, casa-trabalho,

É resolver problemas que aparecem

É preocupações e mais preocupações

É tudo a correr...Nem se aperceber do tempo a passar

É tanta informação que recebemos, 

É tudo tanto...

E será que vale assim tanto a pena?

Qual será o propósito disto tudo?

 

Porquê? Porque será que me sinto assim? Será que algo de errado comigo?
Não percebo o que se passa só sei que não me sinto bem. Sinto-me distante, Sinto me frio.
Como se tivesse um buraco vazio em mim. Algo que não consigo explicar.
Porque será?

Algo me diz que tenho descobrir. 

Algo me  que diz que vou descobrir.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub